O TRISTE DRAMA DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO DE BELMONTE CONTINUA

Na manhã desta sexta-feira (05/08) os professores da rede municipal de Belmonte acamparam na porta da Prefeitura para exigir que o Prefeito Bebeto Gama volte a conversar com a categoria sobre o repasse do reajuste de 33,24% do Piso Nacional do Magistério fixado pela Lei Federal Nº 11.738/2008.

O gestor, segundo a APLB Sindicato, já informou que não vai pagar e que só aceita repassar apenas 3% do reajuste, alegando querer evitar complicações com a Lei de Responsabilidade Fiscal e um possível descontrole financeiro das contas públicas. A APLB desmente o Prefeito Bebeto Gama e afirma que esse ano o município teve um aumento de cerca de 30% nas verbas da educação o que resultará em um repasse de R$ 29 Milhões de reais até o final do ano. Segundo a APLB esse reajuste é dado encima do valor aluno/aula que foi aumentado pelo Ministério da Educação.

Os professores ficaram durante toda a manhã na porta da Prefeitura, só que, nenhum representante da gestão municipal apareceu para conversar com os manifestantes. A diretoria da APLB Sindicato diz que o gestor e sua equipe evitam qualquer tipo de contato com a categoria desde que o mesmo não cumpriu o acordo firmado com os professores na última reunião realizada na Câmara de Vereadores, onde seus advogados chegaram a alegar dias depois que a categoria estava tentando dar um golpe na gestão.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.