Belmonte recebeu importante visita para o avanço da preservação e desenvolvimento do seu patrimônio cultural e arquitetônico, trata-se da visita oficial do IPHAN- instituto do patrimônio histórico e artístico nacional, que começa a discutir o tombamento municipal com todo o seu acervo material e imaterial para o âmbito federal. Criado em janeiro de 1937, pelo então presidente Getúlio Vargas, o Iphan é uma autarquia federal vinculada Secretaria Especial da Cultura. Sua principal atribuição é manter a preservação dos bens culturais do país e assegurar sua permanência para gerações futuras.
A visita foi conduzida pelo escritor e pesquisador Herculano Assis, junto a diretora do instituto: Cristiane Rabelo e percorreu alguns dos mais importantes lugares que compõe o memorável celeiro cultural de Belmonte, como o Museu das cadeiras brasileiras, a topografia, a filarmônica Lyra popular de Belmonte, a filarmônica 15 de setembro e todo a poligonal do centro histórico da cidade.

Esse é o começo de um projeto de fundamental importância para Belmonte e para a costa do descobrimento: começarmos a planejar a costa como um museu a céu aberto, integrativo com todas as suas riquezas culturais.

Comments

comments