CANCELAMENTO DO SÃO JOÃO SERÁ INEVITÁVEL

De acordo com a União das Prefeituras da Bahia (UPB), as perdas de arrecadação dos governos federal, estadual e municipal, como consequência da crise econômica gerada pelo avanço do novo coronavírus, e a queda de repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), inviabilizarão o São João 2020 da Bahia.

“O Governo da Bahia nos passou que o pico da doença é entre abril e maio, meses em que as prefeituras realizam licitações para a festa e as particulares se organizam. Junho ainda vai ser mês de preocupação e, somente em julho ou agosto é que teremos estabilidade. Então, isso, aliado à queda de FPM, resultará em suspensão do São João, será inevitável”, disse o 1º Tesoureiro da UPB, Marcão Cardoso. Ele também é prefeito de Santana e presidente do Consórcio de Saúde da Bacia do Rio Corrente. 

Até o momento, prefeituras de dois municípios se anteciparam no cancelamento do festejo junino:

  • Conceição do Almeida, no Recôncavo da Bahia
  • Vitória da Conquista, no sudoeste do estado.

Em Conceição do Almeida, foi cancelado o São João do Almeidão 2020, prevendo queda de 40% a 50% do repasse do FPM.

Da mesma forma, Vitória da Conquista anunciou o cancelamento do Arraiá da Conquista e informou, através de comunicado oficial da prefeitura, que “pela experiência de outros países, essa crise vai demorar e a prevenção é a melhor arma contra o coronavírus”.

Com informações de: CORREIO

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *