MEDICO É ACUSADO DE AGREDIR TÉCNICA DE ENFERMAGEM

Os policiais conduziram o médico juntamente com a auxiliar de enfermagem à delegacia de polícia.

Uma ocorrência inusitada chamou a atenção para mais um caso de suposta agressão. A polícia militar foi acionada para conter uma agressão de um médico contra uma técnica de enfermagem no interior do Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HTMF).
Conforme informações da polícia, o médico anestesista Wallace Brito de Souza, 41 anos, é acusado de agredir fisicamente a técnica de enfermagem Adediane Rocha, de 25 anos de idade dentro da sala de conforto dos médicos.

Segundo o Boletim de ocorrência B.O, a vítima estava com dores na coluna e foi até a sala dos médicos para se consultar com o médico de plantão. Chegando na sala iniciou uma forte discussão entre os dois até que ele a pegou pelo braço e a jogou para fora da sala, com o impacto a enfermeira caiu no corredor, o que foi presenciado por funcionários e pacientes.

Um funcionário do hospital conteve o médico. A agressão revoltou alguns funcionários do hospital. Os policiais conduziram o médico juntamente com a auxiliar de enfermagem à delegacia de polícia, onde a ocorrência da agressão física foi registrada. Também foi expedido guia para exames de corpo de delito.

Depois de serem ouvidos pelo delegado plantonista, foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). O médico foi liberado e deve responder pelo crime de agressão física e se condenado pagar pena alternativa. A direção do Hospital Municipal ainda não informou se vai instaurar alguma sindicância interna para apurar a suposta agressão.

Agradecemos aos policiais de Teixeira de Freitas pela informação.

Adicione o PORTAL DO GUAIAMUM no seu WhatsApp: (73) 81213723
Presenciou algo importante ou registrou em foto, áudio ou vídeo?
Então compartilhe com a gente.
WhatsApp do PORTAL: (73) 81213723

 

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *